Sua carga. De onde estiver para o mundo. Importação e Exportação. Desembaraço e descomplicação.

EMPREGO NO COMÉRCIO DEVE DISPARAR EM 2018

As perdas acumuladas no número de vagas no varejo dos últimos anos parece ter chegado ao fim. O movimento, puxado pela Reforma Trabalhista, se apoia apenas no estoque dos trabalhadores, e não na rentabilidade dos empregados, fator que joga ainda mais para frente a retomada do poder de compra do empregado, e posterga a ainda mais a retomada das vendas no varejo.

Para este ano, a estimativa do mercado e do governo é que oferta de vagas dentro comércio varejista apresente um salto, principalmente pela regulamentação do trabalho intermitente e da jornada 12x36. “A reforma põe fim a um antigo pleito dos empresários do comércio, mas sozinha não será responsável pela volta do poder de compra do brasileiro”, comentou o professor de macroeconomia da Universidade Federal do Paraná (UFPR), César Maranhão.

Para o acadêmico, um trabalhador do varejo precisará constar como funcionário de ao menos duas varejistas para, no regime intermitente, compor uma renda que seja similar a que ele recebia com o contrato antigo. “Isso inflará a base de empregos, e vão comemorar como se fosse vitória”, comenta ele.

A visão do acadêmico está em linha com a situação enfrentada pelos funcionários de uma grande rede de supermercados do Rio de Janeiro. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores de Supermercados da cidade do Rio de Janeiro, diversas denúncias têm chegado sobre condições precarizadas de emprego. “Soubemos de casos de funcionários que recebiam R$ 80 por domingo trabalhado e o valor caiu para R$ 36”, conta o assessor jurídico da entidade, e Caio Andreolli.

De acordo com ele, esses casos estão se tornando cada vez mais frequentes, e vão além do segmento supermercadista. “Quase todo o varejo adotou o trabalho intermitente. Isso mutilou a renda do vendedor”, lamenta.

O estado de São Paulo Considerado o motor da economia nacional, São Paulo apresentou um saldo positivo, após dois anos de retração, na base de trabalhadores no varejo. Segundo levantamento da FecomercioSP, entre janeiro e dezembro do ano passado, foram criados 6,3 mil postos de trabalho, revertendo apenas uma fatia dos 107,5 mil empregos perdidos no setor entre 2015 e 2016.

Apesar do resultado ainda incipiente, a Federação sinaliza o ponto de inflexão do setor, que deverá encerrar 2018 com um cenário ainda melhor.

Ao término de 2017, o estoque ativo do setor foi de 2.089.209 trabalhadores formais, alta de 0,3% em relação a dezembro de 2016. Os dados foram puxados por vagas em lojas de vestuário e calçados, supermercados e farmácias.

Fonte: DCI

Sexta Feira - 09/02/2018

VOLTAR

Central de Utilitários| veja + |

Links

Taxa de câmbio| clique aqui |

Cotações de fechamento e boletins intermediários

Calculadora cidadã| clique aqui |

Faça o cálculo de índices de preços

Newsletter

Receba as novidades LPC em primeira mão.

LPC Social

Conheça o trabalho social feito pela LPC.

Mapa do site Tel:

Matriz | Rua Canuto Saraiva, 575 . Mooca . São Paulo. SP . CEP 03113-010 . veja como chegar

SANTOS.SP Rua Visconde do Rio Branco, 39/41
Centro . CEP: 11013.030

Tel: +55 13 3228.7000
3234.4255
URUGUAIANA.RS Rua Julio de Castilhos, 3.374
Ed. Parati . Sala A Térreo
Centro . CEP: 97502.410

Tel/Fax: +55 55 3412.4065
3411.2771
SÃO BORJA.RS Centro Unificado de Fronteira
CUF . Sala LPC 249
Ponte Internacional
CEP: 97670.000

Tel: +55 55 3431.1779
SÃO FRANCISCO DO SUL.SC Rua Fernandes Dias, 194
Centro Histórico
São Francisco do Sul
CEP: 89240.000

Tel: +55 47 3449.0937
DIONÍSIO CERQUEIRA . SC . Rua Presidente Vargas, 700 . Centro . CEP: 89240.000 ITAJAÍ . SC . Rua José Ferreira da Silva, 54 . Centro Itajaí . CEP: 88301.335  FOZ DO IGUAÇU . PR . Rua Rui Barbosa, 778 . Sala 22 . Ed. Centro Empresarial Adriana .CEP: 85851.170